• Grupo Tripé

um eterno começar e recomeçar de novo

Eu queria começar dizendo que foi um prazer... mas a verdade é que não foi. Não tem sido. Por essas e por outras, convido a todos pra esse desconforto. Nesse momento ele é resultado do meu projeto de direção na UnB. E é também o novo trabalho do Grupo Tripé, que passa a se desdobrar em novas possibilidades. Uma inquietação antiga, que agora reverbera em outros corpos. Inquietação sobre aquilo que me trouxe até aqui, sobre tudo que eu perdi aos 04, aos 09 e aos 12 anos de idade. E também sobre as perdas de outros, perdas que fui conivente, cúmplice ou até mandante. Tem um pouco de tudo que me toca: tem passagem de cena no estilo que eu aprendi com Abaetê, tem o fetichismo e o marketing safado que tenho experimentado no instagram, têm ares de Moonrise Kingdom que me arrebata a cada vez que assisto, tem lembrança-tabu da época de escola... Não chegamos a conclusões, mas temos muitas perguntas. Dá pra ser diferente? Talvez eu falhe miseravelmente, mas essa ideia me agrada mais do que a de não tentar.

então chega mais, chega mais é só esse final de semana!

A equipe, todo meu amor! Deni Moreira Emanuel Lavor João Gabriel Aguiar João Quinto Matheus DiasAna Quintas Giovanna Lisboa Rodolfo Godoi Leonardo Shamah Similião Aurélio Elisa Mattos Marcos Lopes Joacy Pinheiro Manoela Morgado

Aos amigos, toda minha gratidão! Julia Tempesta Pâmela Germano Bianca Terraza Clara Rabello Larissa Souza Letícia Ferreira João Ricken Rafael da Escóssia


Gustavo Haeser




Brasília, DF
2012-2020 por Grupo Tripé | Teatro de Base