Brasília, DF
2012-2019 por Grupo Tripé | Teatro de Base

  • Grupo Tripé

Um administrar e dividir as contas

Sou eu que cuido do dinheiro. E na minha vida nunca imaginei que seria eu que desempenharia essa função. Busquei no meu mais fundo virginiano e acho até que estou conseguindo me virar bem com essa nova função. Tudo tem que passar por mim, o que até me irrita as vezes, mas eu tenho que ter o controle de tudo. Até do filme da maquina polaroid, de tudo. A pastinha amarela que eu destinei para guardar todas as notas fiscais está cada vez mais cheia, e tudo muito bem controlado.

Não sei porque estou escrevendo isso aqui, talvez porque eu sinta uma grande responsabilidade por ter que cuidar dessa parte que é tão absolutamente delicada.

Enfim, Estamos nos transfomando, deixando de ser um grupo que existe apenas no papel, para ser um grupo completamente ativo e responsável por tudo que está ao nosso redor. No fim das contas eu até acho bom a gente não ter conseguido o FAC, ter que fazer essa temporada de forma independente nos trouxe uma outra visão de tudo. Nos trouxe uma responsabilidade maior, e por fim um senso de grupo enorme. Temos que nos dividir, um só não consegue fazer nada.

Estamos começando a entender o real sentido da frase: "segura sua mão na minha para que juntos possamos fazer aquilo que eu não posso fazer sozinho."

merda!o/

Ana Quintas

2 visualizações