• Grupo Tripé

(tudo está à venda)

"Tudo está a venda!!" gritou o poeta do outro lado da multidão. eu, meio atordoada, meio desequilibrada, quase preferi não ouvi. mas essa bendita frase fez questão de reverberar em todo o meu corpo. Tudo está a venda! A venda! Vendado ! Vendido ! Não ! não!não! eu não preciso de você, eu consigo me levantar sozinha, andar com os meus próprios pés. Talvez. não sei. Não sabe? "Ai minha santa coragem, me ajude!", eu queria ficar assim ó, de olho fechado, cego, só sentindo o calor bater nessa vista preta. Mas não! Tudo está a venda! E esse é o grande jogo, a grande jogada! TRUCO !!!! não me lembro mais como joga, não me lembro mais se sei jogar. Eu quero é entrar na brincadeira de vez, sem ter hora pra sair, me vender para o mundo! É ISSO ! Tudo está a venda sim! Eu estou, nós estamos, a cena está, TUDO ESTÁ A VENDA. Aqui, nada nem ninguém passa desapercebido, olhamos no fundo dos olhos de cada um. somos nós, quatro, um universo inconcebível, batidos em ritmos fervorosos de uma bateria, queremos barulho, queremos batucar, queremos brincar! No fundo, é isso o que mais importa! vendemos tudo , porque não queremos nada. a partir de agora, tudo é jogo, jogado, gingado,..!...!. NÃO IMPORTA! Apenas entre, e seja bem vindo Ao Novo Espetáculo!

3 visualizações

Brasília, DF
2012-2020 por Grupo Tripé | Teatro de Base