• Grupo Tripé

4emeio (retrospectiva 2016)

2016 foi pedrada! Ano de se reinventar! Ano de muito teatro! Em fevereiro participamos do projeto ULTRA-TROCA, do Grupo Liquidificador, que resultou numa performance festiva na estreia da 3a temporada do Ultra Romântico, a peça-festa. Apresentamos mais uma vez no solene e necessário Jogo de Cena. Em fevereiro e março ocupamos a CAIXA Cultural Brasília com Entre Quartos e a 1ª edição da Oficina Investigação Cênica em Processo Coletivo, uma temporada linda que teve sucesso de público, sessão extra e ainda nos rendeu a oportunidade de aprofundar a sistematização do trabalho do Grupo através da Oficina. Em abril estreamos o projeto OCUPAÇÃO INDEPENDENTE, festival de pequeno porte do Tripé que em sua 1ª edição teve recorte voltado para as produções independentes da cidade. Programações do Tripé, Andaime Cia de Teatrocia. víçeras, Grupo Liquidificador, Grupo 1/Quarto e Trupe Raiz do Circo ocuparam o Teatro Plinio Marcos e o gramado da FUNARTE Brasília durante duas semanas, dando passagem a vários outros mini-festivais que foram realizados lá durante o ano. Em maio, estivemos dentro e junto do grandioso movimento Ocupa MinC DF, que ocupou sedes do Ministério da Cultura, IPHAN e Funarte em todas as 27 capitais brasileiras contra o corte do Ministério da Cultura e o governo ilegítimo de Michel Temer. Em julho iniciamos aquela que só em dezembro terminaria, uma temporada semestral com doses mensais de apresentações, oficinas, debates e muitas outras coisas de O NOVO ESPETÁCULO (Tudo Está a Venda), produzida pela Desvio Produções Culturais, obrigado Elisa Mattos por toda a dedicação! Em setembro fomos acometidos por uma novidade das boas, Ana Quintas, atriz, iluminadora, fundadora e mts outras coisas do Tripé iniciou um Mestrado em Light Design na The Lir Academy, na Irlanda. Com isso, fomos agraciados com a presença da incrível Elisa Carneiro nas últimas apresentações do NOVO[...], sobre isso, Elisa, só temos a agradecer a disponibilidade, confiança, entrega e troca que aconteceu. Você é peça chave da renovação pela qual passamos esse ano! No meio disso, em novembro, fomos selecionados para o Prêmio Sesc do Teatro Candango, onde tivemos uma apresentação inesquecível com a presença mais que genuína da Bruna Martini substituindo a Quintas e um sucesso de público gigantesco. Mais uma vez, as trocas advindas de uma substituição remexeram o espetáculo e o grupo, e, novamente, agradecemos dessa vez a Bruna pelo rico encontro que tivemos, seus questionamentos impulsionaram cada passo que demos, e isso foi lindo! Na festa de premiação, finalizando o ano, fomos brindados com 2 Prêmios e outras 6 indicações. Esse ano aprendemos a trabalhar melhor em grupo, a dialogar, a confrontar, dar a cara a tapa, a desfrutar. Esse ano é pra nós divisor de águas, é curva na estrada. Um ano em que pudemos rodar com nossos 2 espetáculos por vários teatros da cidade e consolidar o repertório que estamos construindo. Um ano de muitas apresentações, de coletividade, de grupo, de afeto. Agradecemos de coração aqueles que cruzaram nosso caminho em 2016. Sem vocês seria impossível! O trabalho em rede é fundamental e, a cada dia que passa, a cada passo que damos, estamos juntos e conectados a muitos outros artistas e coletivos da cidade. Esse ano agora termina e dá passagem a outro, um novo, completamente diferente, longe de tudo que vínhamos imaginando nos últimos 4 anos. 2017 será o ano em que nos multiplicaremos dentro de nós mesmos, o ano de distâncias e aproximações, o ano em que testaremos outras possibilidades, caminhos, formas, configurações, disposições. Seguimos com nosso repertório criado até aqui, mas sairemos por aí em busca de algo novo, algo que ainda não sabemos o que é... Que em 2017 possamos... ... reinventar a nós mesmos! ... desconstruir tudo que criamos pra construir de novo! ... fazer mais parceiros e parcerias! ... perceber outras perspectivas! ... criar outras coisas! ... pensar mais! ... viajar mais! ... estudar mais! ... tentar mais! ... MAIS! Que 2017 seja, no mínimo... revolucionário!

Brasília, DF
2012-2020 por Grupo Tripé | Teatro de Base