Brasília, DF
2012-2019 por Grupo Tripé | Teatro de Base

o Grupo Tripé iniciou sua trajetória entre as quadras do Plano Piloto, misturando experiências das escolas de teatro da capital com referências acadêmicas da Universidade de Brasília

os processos, a criação e a administração do grupo são influenciados pelos conceitos de teatro de grupo e teatro em estado de encontro, até então marcados pela construção de dramaturgia autoral, uso da iluminação enquanto ferramenta de criação e a discussão de questões ligadas a juventude

2019:​​​​

  • realiza, de forma independente, a 2ª temporada de todo mundo perde alguma coisa aos oito anos, na Sala Multiuso do Espaço Cultural Renato Russo

  • seguindo as comemorações dos 05 anos em cartaz de Entre Quartos, realiza temporada no Bem Te Vi - Restaurante, Café e Algo Mais

  • lança o álbum Entre Quartos em CD e nas plataformas digitais, a trilha sonora original do espetáculo composta por João Pedreira.

  • realiza o projeto Conexões Locais, em comemoração aos 05 anos em cartaz do espetáculo Entre Quartos, circulando com a peça e a oficina Investigação Cênica em Processo Coletivo pelo Sesc Paulo Autran, Sesc Newton Rossi e Sesc Paulo Gracindo

  • realiza a Noite de Premiação, evento de encerramento do Prêmio WEB de Teatro do DF 2018 e abre os cadastros para o Prêmio WEB de Teatro do DF 2019

  • O Novo Espetáculo (Tudo Está à Venda) realiza curta temporada no Teatro Galpão do Espaço Cultural Renato Russo, compondo a programação do festival Brasília é um Espetáculo

2018:

  • lança o projeto Prêmio WEB de Teatro do DF, iniciativa voltada a celebração e valorização das artes cênicas do Distrito Federal

  • o Grupo Tripé estreia sua 3ª montagem, todo mundo perde alguma coisa aos oito anos, com direção de Gustavo Haeser. O espetáculo faz sua primeira temporada na Casa dos Quatro

  • participa da oficina Internacionalização Teatral, com Iva Horvat (Croácia), pelo Cena Contemporânea 2018

  • participa como Equipe Invisível da 2ª temporada de Aquário, do Grupo Liquidificador, trabalho de operação de luz, som e contrarregragem em espaço alternativo

  • é convidado pelo Teatro do Concreto a participar da oficina Dramaturgia Expandida, com João Dias Turchi, parte do projeto Concreto Expandido

  • O Novo Espetáculo (Tudo Está à Venda) integra a programação local do Festival Palco Giratório

  • Entre Quartos é aprovado no FAC - Fundo de Apoio a Cultura para circulação em Ceilândia, Taguatinga e Gama

2017:

  • O Novo Espetáculo (Tudo Está à Venda) recebe o Prêmio SESC do Teatro Candango nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Dramaturgia (Similião Aurélio e Grupo Tripé) e Melhor Direção (Similião Aurélio), sendo indicado também as categorias Melhor Iluminação (Ana Quintas), Melhor Sonoplastia (Luiz Alberto Pires), Melhor Atriz (Ana Quintas) e Melhor Ator (João Pedreira)

  • participa do projeto Teatro Bar - ANO 1, apresentando a 4ª temporada de Entre Quartos

  • apresenta o projeto musical Eletronicidades e Os Gêmeos da Destruição, com composições de João Pedreira

  • Entre Quartos é selecionado para o XIX Festival do Teatro Brasileiro e realiza duas apresentações no Galpão 4 da Funarte Belo Horizonte

  • Entre Quartos é selecionado para o Dublin Fringe Festival, na Irlanda, onde realiza 6 apresentações no Studio 2 - The Lir Academy

  • Entre Quartos integra a programação local do Festival Palco Giratório 

  • faz a produção e assessoria de três edições do Workshop O Ator em Caos Criativo, com Rosanna Viegas

  • realiza Oficinas de Iniciação Teatral no Centro de Ensino Médio Setor Leste

2016:

  • Entre Quartos recebe o Prêmio SESC do Teatro Candango nas categorias Melhor Dramaturgia e Melhor Ator (Gustavo Haeser), sendo indicado também as categorias Melhor Direção (O Grupo), Melhor Sonoplastia (João Pedreira), Melhor Ator (Davi Maia), Melhor Atriz (Bruna Martini), Melhor Figurino (Fernanda Alpino) e também Melhor Espetáculo

  • realiza a 2ª temporada de O Novo Espetáculo (Tudo Está à Venda), contemplada em 1º lugar na sua linha de apoio pelo FAC - Fundo de Apoio a Cultura e realizada no USINA Centro de Arte e Entretenimento de julho à dezembro

  • realiza o projeto Ocupação Independente no Teatro Plínio Marcos e Área Externa da Funarte, mostra de espetáculos independentes de Brasília, produzida e financiada pelo Tripé com espetáculos da Andaime Cia. de Teatro, Cia. viÇeras, Grupo 1/Quarto, Grupo Liquidificador e Trupe Raiz do Circo

  • ocupa a Caixa Cultural Brasília com a 3ª temporada do espetáculo Entre Quartos e a oficina Investigação Cênica em Processo Coletivo

  • participa do projeto ULTRA-TROCA, com o Grupo Liquidificador, resultando em performance apresentada na peça-festa Ultra-Romântico, no Subsolo do Teatro Dulcina

2015:

  • apresenta de forma independente a 2ª temporada de Entre Quartos, no Teatro Sesc Garagem

  • participa da oficina Capacitação: Caminhos para a Produção Nacional e Internacional, com Marcelo Bones (MG), pelo Cena Contemporânea 2015

  • o Grupo Tripé estreia sua 2ª montagem, O Novo Espetáculo (Tudo Está à Venda), com direção de Similião Aurélio e participação especial da Oficina e Bloco Eletrônico PATUBATÊ, a produção foi financiada pela loja virtual-performática do grupo,

2014:

  • Entre Quartos é aprovado no Edital de Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural 2015-2016

  • é convidado pelo Grupo Liquidificador a integrar o espetáculo Aquário como Equipe Invisível, trabalho de operação de luz, som e contra regragem em espaço alternativo

  • o Grupo Tripé estreia seu 1º espetáculo, Entre Quartos, que por meio de um financiamento coletivo faz temporada no Teatro Goldoni

9 de julho de 2012:

queremos ser um grupo de teatro